× Capa Textos Áudios Perfil Livro de Visitas Contato
SOLANO BRUM,O PÁSSARO CANTOR
AMOR PERFEITO
Textos
             



                SOLIDÃO

                                 Solano Brum

- A noite adentrou em meus sentidos...
Não mais senti aquele sol de meio dia!
Por vez, quedaram-se todos os ruídos
E tão só que estava fiquei sem poesia!

Às vezes ouço dos longes, tristes carpidos...
É minh’alma que chora a perda da alegria!
O esboço do estar só nos traços escondidos
É de quem pinta, rindo, sua própria agonia!

Ah! Quem me dera outra vez seus braços;
Os famintos beijos com sabor da ambrosia,
Que aceleravam meu apaixonado coração!

Não se extrai vinhos puros de seus bagaços...
A saudade penetrante nessa alcova fria,
Não abriga quem me queira, senão, a solidão!

                       = = = = = = =

Eu vou escrevendo o que me vem na cabeça. Escrevo. Alguém desse Recanto achou que devemos estar concentrado, num silêncio absoluto de dia ou apenas de madrugada; eu não. Chegam-me ao pensamento quando estou nadando, correndo, jogando frescobol ou pedalando de bicicleta pela orla. Tudo chega de repente. Paro, gravo e depois, escrevo. Nada de estar alcoolizado, triste, amargando lamentos ou chorando de canto a canto. E tem mais, sou constantemente, quando estou escrevendo, abordado por minha pequenina neta. Paro lhe dou atenção e depois, concluo.

Meus agradecimentos ao Ilustre Poeta com sua Ilnteração brilhante, na bela criação do Poeta F de A Góis.

       SANTA POESIA
                 Jacó Filho

Nesta solidão imposta,
A poesia me socorreu.
Minha inspiração mostra,
Que o sonho não morreu.
Dou a alma liberdade,
Pra trazer felicidade,
Moldando tudo que gosta,
Com o dom que Deus lhe deu.
Nesta solidão imposta,
A poesia me socorreu.
           = = = =
Parabéns!
     ************************
Esse texto faz parte do comentário do Ilustre Poeta Raio Eterno. A felicidade bate em nossa porta e, tal qual o seu comentário, nos dizemos: "Obrigado por me visitar; entre, fique à vontade, a casa é sua!"

              Raio Eterno
"... Qual seria o sabor da alegria de uma parceria que a saudade nos revela, se nunca houvéssemos provado o amargor da tristeza que a solidão nos impõe?
...Só nos é possível expressar uma saudade se tivermos um repositório de boas lembranças.
Essa essência é infinita, faz parte da construção da nossa memória. Grato pela vista Poeta.
O resto é passageiro - são vertigens da nossa caminhada.

                                  = = = = = = = =
Recebi uma linda Trova do Ilustre Poeta Olavo, a qual posto abaixo. Obrigado meu amigo!

          POETA OLAVO
"Faça da sua solidão
Um jeito terno de amar
Entregando o seu coração
Pra outro amor habitar." 

          = = = = 

LEAM OS POETAS:
RAIO ETERNO,
AHAVAH, 
MARIPENNA,
KEITH DANILA

e outros mais!
 
Solano Brum
Enviado por Solano Brum em 13/03/2021
Alterado em 20/03/2021
Comentários