× Capa Textos Áudios Perfil Livro de Visitas Contato
SOLANO BRUM,O PÁSSARO CANTOR
AMOR PERFEITO
Textos



            POEMA - XXII -
                            Solano Brum

...Falo de ti às flores que eu cultivo
E as cores que bordam as madrugadas;
A suposta linha da distância que diviso;
E aos sinos das torres e suas badaladas!

Falo de ti as montanhas elevadas,
E ao solo fértil em que sempre piso!
Falo de ti às horas mais sagradas...
Ás contas do rosário, mil vezes se for preciso!

De ti, ao lago que tem a cor do teu olhar;
Ao vento ululante; ao mar que brame;
Ao sol que se põe, vermelho no infinito!

À minha boca, sedenta por ti beijar,
Ao meu silêncio de espera que me consome,
E a esse pranto abafado pelo meu grito!

                          = = = = = =
Solano Brum
Enviado por Solano Brum em 05/12/2020
Comentários