× Capa Textos Áudios Perfil Livro de Visitas Contato
SOLANO BRUM,O PÁSSARO CANTOR
AMOR PERFEITO
Textos
Queridos Poetas e Poetisas! Grande é a minha preocupação quanto o que estamos passando. Um terrível vírus, que, amedronta toda a frágil humanidade e até mesmo o Religioso Papa, põe a todos de quarentena e preocupados quanto a segurança da saúde. Não podemos mais abraçar ninguém, beijar, comumente a alguém nos encontros diários, tampouco. Deixou, todo nós, frágeis; preocupados e desprotegidos, a não ser pela Graça de Deus! Fiz uma Cruz num papel A-4, vermelha e escrevi sobre ela “SEREI PRESERVADO ÀS CONDENAÇÕES DO ANÁTEMA!” Josué, Cap 6, v 18. Confesso que passei essa mensagem a alguns de meus familiares e amigos, pois quando da última praga do Egito, Moises, mandou que, todos fizessem um sinal nas portas, em sangue, para que a família da casa, fossem preservados dos castigos sobre a morte dos primogênitos. Pois bem, agora, o faço a todos os leitores da minha página, deste nosso Recanto da Letras.
É UMA CRUZ EM VERMELHO - pode ser, como está escrito, ou, num pano branco, em fita vermelha.
A nada temo, pois, o Salmo 91 me protege; todavia, recolhi-me por alguns dias, isto porque, meu computador pifou e não há quem o conserte, por enquanto, mas, voltei, e, esta postagem, foi feita pelo celular e poucos são os comentário nas páginas dos escritores (Poetas e Poetisas) – Peço, perdão, portanto.

 
                   ...ESSE NOSSO AMOR!

                                      Solano Brum

Por ter-te nos braços e depois perder-te,
- Corça desejada a um faminto caçador!
sem, todavia, fazer por onde merecer-te,
Juro... Não faz sentido, esse nosso amor!

Se abro os braços, tens meu beijo ardente,
E te entregas na volúpia dos teus desejos!
Os gemidos são o cantar d’uma torrente...
No olhar, milhões de estrelas e lampejos!

Mas, não totalmente minha, por inteiro...
Esse teu querer que lhe aflora os sentidos,
Fulgura na lembrança, o amor primeiro!

Se me fazes tua caça, sendo eu o caçador,
(Leandro a olhar o lado oposto de Abídos!)
Juro... Não faz sentido, esse nosso amor!

                     = = = = = = = == = ==

Landro a olhar o lado oposto de Abiddos, sendo quase impossível atravessar o estreito...
Tendo esse amor que ainda vive atrelada à corrente do passado...
Não faz sentido... Não faz sentido!
                     *****************
Solano Brum
Enviado por Solano Brum em 13/04/2020
Comentários